28.6.11

anti-RØCIPES

Manjar de coco
Banana assada

por Mariana Pimentel

Para terminar o desenho do menu que iniciei aqui e continuei aqui, disponibilizo agora as receitas das ultra-simples sobremesas que fecharam o menu brasileiro do primeiro e oficial Anti-Restaurant Nova Criação™:


Numa panela, leva-se a ferver 1 litro de leite, umas 10 colheres de sopa de açúcar branco, uma garrafinha de leite de coco e cerca de 100 gramas de coco ralado. Quando começar a levantar fervura, adiciona-se muito devagar cerca de 6 colheres de sopa de amido de milho previamente dissolvidas numa chávena de leite. Mexe-se delicadamente e sem parar. Quando começar a engrossar, apaga-se o lume e continua-se a mexer ao sabor do calor residual. A receita original pede que se despeje a mistela para dentro de uma forma untada com água gelada, que depois se leva ao frigorífico durante duas horas para ser desenformada e servida em forma de pudim "old-fashioned-tele-culinária 1988". Eu e a Mariana não quisemos, claro, e então distribuímos o manjar por vários copos individuais, gelámos e servimos com coco ralado, hortelã e confettis coloridos, que sempre é mais "new-fashioned-gay-pride 2002". Já as bananas levaram um valente golpe longitudinal na casca, uma chuva torrencial de açúcar e canela e uma assadela a 180º graus, até ficarem com o aspecto deliciosamente carbonizado da imagem. Comem-se assim mesmo, à colherada, servidas com mais açúcar e mais canela.


"Anti-Restaurant" é um projecto ESTRUTURA.