18.11.15

RØCIPES


É o segundo post seguido que faço sobre círculos. O anterior era salgado, este é doce. Mas isso não tem importância nenhuma; o Ferran Adrià deu cabo das bipolaridades culinárias ainda antes de eu ter dado cabo das artísticas. Seguindo: acabou o reinado do triângulo! Hipster food, agora, é circular. A sério! Ou então hexagonal (mas isso deixo para outro post). A esta receita vou chamar RØDELAS DE MAÇÃ, mas a verdade é que não passam de umas básicas "tartelettes aux pommes"; só muda o nome, porque é assim que se faz hoje em dia. Por exemplo: quando for rico, vou abrir uma tarteletteria™. No Poorto, claro! Porque é assim que se faz hoje em dia: 100% parra, 0% uva. Continuando: cortam-se círculos de massa folhada como na receita anterior, picam-se com um garfo, pincelam-se com doce de alperce (aconselho a marca Bonne Maman; já experimentei isto com outras marcas menos "nobres" e foi uma desgraça...), sobrepõem-se gomos finíssimos de maçã Golden Smith (bem verde!, com casca!) que depois se pincelam com sumo de limão. Vai ao forno em cima de papel vegetal a 200º, que aos 10 minutos passa a 180º, e depois é deixar atingir o ponto que vêem na foto (entre 25 a 30 minutos de tempo total de cozedura). Podem ser comidas quentes, mas eu odeio. Frias, dão um ótimo snack em substituição desse monstro transgénico chamado "barrinhas de cereais". A sério, não façam mais isso às vossas vidas; comam RØDELAS DE MAÇÃ!